Seja Bem-vindo, este é um fã blog que tem o intuito de manter os fãs de IVETE SANGALO bem informados.

Musas da quinta noite do Rock in Rio, Ivete Sangalo e Shakira fazem 100 mil requebrar

Maratona de shows ainda teve Lenny Kravitz, Jota Quest e Marcelo D2

A cantora de maior sucesso da atualidade brasileira não conseguiria fazer um show meia boca com tantos hits na bagagem. No entanto, Ivete Sangalo superou as expectativas e realizou um show mais contagiante do que o usual. Outra atração da noite, a musa dos quadris requebrantes Shakira não decepcionou e colocou os 100 mil presentes na Cidade do Rock para dançar.

Como se restassem dúvidas de que a quinta noite do Rock in Rio era delas, as duas se uniram para executar o cover de País Tropical, de Jorge Ben Jor, durante a apresentação da colombiana de Barranquilla.

A maratona de shows ainda teve o rapper Marcelo D2, a banda Jota Quest e o cantor americano Lenny Kravitz

Shakira:

A colombiana Shakira encerrou o dia do Rock in Rio esbanjando sensualidade e colocando o público para requebrar os quadris na madrugada deste sábado. O repertório executado foi semelhante ao da apresentação realizada em março deste ano em Porto Alegre. A boa exceção foi Estoy Aquí, um dos primeiros hits mundiais da cantora e para grande parte dos fãs o melhor, que abriu o show.

Em seguida, a escuridão tomou conta do palco, e a luz só se fez presente nas primeiras notas de Te Dejo Madrid. Mostrando a barriga sarada e bronzeada, Shakira fez bom uso do conhecimento de dança do ventre e rebolou até o chão, além de tocar gaita de boca.

Outros sucessos apresentados foram Si Te Vas e Whenever Wherever, com direito a uma pegada mais rock e um solo de guitarra. A primeira surpresa da noite apareceu aí. No meio da música, ela chamou para o palco garotas da plateia para, juntas, dançarem.
O show ainda teve espaço para um cover de Nothing Else Matters, do Metallica.

No final da apresentação, a colombiana chamou Ivete Sangalo de volta ao Palco Mundo para cantar País Tropical, de Jorge Ben Jor. As últimas duas canções foram as contagiantes Waka Waka, tema da Copa do Mundo na África do Sul, e Hips Don’t Lie.

Lenny Kravitz:

Depois de três shows nacionais seguidos, o palco principal do Rock in Rio recebeu Lenny Kravitz com uma mistura de ritmos internacionais que vão do funk ao rock, passando pelo soul, em uma única apresentação. American Woman foi o destaque do repertório.

Ivete Sangalo:

Ao contrário da colega de axé Claudia Leitte que, na semana passada, fez uma apresentação equivocada arrancando vaias da plateia, Ivete Sangalo realizou a performance mais animada da noite, e provou porque é a rainha absoluta das micaretas.

Desde a primeira música, Brasileiro. a baiana levantou todos os presentes. A cada hit, Ivete parecia crescer ainda mais, orquestrando todas as vozes da Cidade do Rock.

Simpática como sempre, em uma das interações com o público, Ivete confessou que na noite anterior visitou o camarim do ídolo Stevie Wonder. 

— Abracei, chorei e babei na camisa do Stevie Wonder.

Depois do momento tiete, a cantora sentou ao piano para executar Easy. Quando parecia que este seria a apoteose, Ivete requisitou um banco e um violão pra cantar, de improviso, More Than Words, do Extreme. Foi quando a Cidade do Rock se transformou em um barzinho com 100 mil vozes.

Outra demonstração de bom humor foi quando ela falou “Hoje é dia de suingue, bebê”. Era uma referência à entrevista que a atriz Christiane Torloni concedeu ao canal de TV Multishow no último sábado, quando afirmou “Hoje é dia de rock, bebê” e virou piada na internet pelo comportamento alterado.

Jota Quest:

Relembrando os 15 anos de carreira, a banda Jota Quest abriu o show com uma balada, É Preciso Falar. A partir daí, enfileiraram hits. Na agitada Na Moral, um dos maiores sucessos do grupo, o vocalista Rogerio Flausino olhou maravilhado para a massa de aproximadamente 100 mil pessoas cantando os versos.

— Isso aqui está muito bom!

Sem intervalos ou interação com o público, a banda começou a tocar Além do Horizonte, composição de Roberto Carlos. Foi quando a voz do público ecoou por toda a Cidade do Rock.

Logo vieram Dias MelhoresEncontrar AlguémMais Uma Vez eJá Foi — esta última escrita em parceria com Wilson Sideral. A apresentação foi arrematada por O SolDe Volta ao Planeta dos Macacos Ao Seu Lado.

Marcelo D2:

Primeira apresentação do palco principal do Rock in Rio na noite de sexta-feira, o show do rapper Marcelo D2 foi um apanhado da carreira do cantor. Pai coruja, o dividiu o palco com o filho Stefano na música Eu Já Sabia que Ia Terminar Assim.

Na faixa Pode Acreditar (Meu Laiá Laiá), D2 lembrou Seu Jorge, com quem gravou a parceria. Em uma sessão de efeitos sonoros de Fernandinho Beatbox, a banda emendou um medley com os riffs de Smoke On the Water (Deep Purple),Seven Nation Army (White Stripes) e Sunday Bloody Sunday(U2).

Zero Hora

@Araujo_Renan1

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s